Pesquisar este blog

quarta-feira, 18 de dezembro de 2019

A salvação da alma

Por Femi Aribisala
Um homem não pode ser morto com uma arma, por doença ou pela aflição do corpo.
Quando um homem peca contra Deus, ele não percebe que também está pecando contra sua própria alma. Na verdade, ele está condenando a própria alma à morte. Deus diz: “Aquele que pecar contra mim prejudica sua própria alma; todos os que me odeiam amam a morte. ”(Provérbios 8:36).
Portanto, Pedro pede ao crente: “Queridos irmãos, vocês são apenas visitantes aqui. Como seu verdadeiro lar está no céu, peço que se afaste dos maus prazeres deste mundo; eles não são para você, pois lutam contra as suas próprias almas. ”(1 Pedro 2:11).

Alma viva

A vida de um homem está em sua alma. Quando Deus formou o homem do pó, ele soprou em suas narinas e se tornou uma alma vivente. (Gênesis 2: 7). Se você vê um corpo morto, percebe que a pessoa não está mais lá. Isso ocorre porque é a alma de um homem que é o homem e não seu corpo. O corpo é simplesmente sua casa ou habitação temporária.
Enquanto o corpo é da terra, a alma não é deste mundo. Salomão diz: “Todos vão para um lugar: todos são do pó, e todos retornam ao pó. Quem conhece o espírito dos filhos dos homens, que sobe, e o espírito do animal, que desce à terra? ”(Eclesiastes 3: 20-21).
Consequentemente, a alma é chamada a uma preocupação mais alta do que as coisas terrenas. A vida que Deus soprou no homem, o homem é obrigado a respirar após Deus. Jesus diz que o primeiro e grande mandamento é: “Amarás o Senhor teu Deus com todo o coração, com toda a alma e com toda a mente.” (Mateus 22: 37-38). O coração que herda a vida eterna é o coração circuncidado; o coração que é carinhoso para com Deus; o coração no qual o Espírito Santo derramou o amor de Deus.
Seu corpo ou sua alma? Qual você prefere? O diabo gostaria que acreditássemos que a aflição do corpo é o maior mal e a preservação do corpo o maior bem. Mas as escrituras ensinam que a preservação da alma é o que importa. Esaú escolheu seu corpo e viveu para se arrepender. Um homem não pode ser morto com uma arma, por doença ou pela aflição do corpo. Somente a destruição da alma mata.

Bênção de Deus

O salmista diz: “Bendize, ó minha alma, ao Senhor; e tudo o que está dentro de mim, abençoe o seu santo nome! Bendize, ó minha alma, ao Senhor, e não esqueça todos os seus benefícios: quem perdoa todas as suas iniquidades, que cura todas as suas doenças, que redime sua vida da destruição, que o coroa com benignidade e ternas misericórdias, que satisfaz sua boca com coisas boas, para que a sua juventude seja renovada como a da águia. ”(Salmo 103: 1-5).
Quando Deus é realmente bom para um homem, ele não é bom para seu corpo, mas para sua alma. O salmista não diz abençoe o Senhor, ó meu corpo. Ele não diz abençoe o Senhor, ó meu estômago. Ele não diz abençoe o Senhor, ó minha carteira. Ele diz abençoe o Senhor, ó minha alma. Portanto, devemos reconhecer que as verdadeiras bênçãos são aquelas que têm um efeito salutar na alma.
Embora o trabalho de Deus na alma possa ser desagradável e desconfortável para a carne, isso não significa que ele não seja bom para nós. Deus não está tão interessado em nossa carne. Ele condenou o pecado na carne. Seu interesse principal está em nosso espírito e em nossa alma. Então, Deus muitas vezes parece desconsiderar o corpo. Jesus é o bispo e pastor de nossa alma. Ele não é o bispo e pastor do nosso corpo. O diabo é o bispo e pastor do corpo.
Abençoe o Senhor, ó minha alma! O que exatamente o Senhor fez? Em primeiro lugar, ele perdoou todas as nossas iniquidades. Essa é a coisa mais fundamental, e é a que nos leva a outras bênçãos. Quando Jesus terminou essa tarefa, ele disse: “Está consumado.”

Prioridade da alma

Lembre-se, a coisa mais importante é a salvação. Não é riqueza, posses ou mesmo boa saúde, mas salvação. Boa saúde, por mais boa que seja, terminará em morte. A riqueza, não importa a magnitude, terminará em pobreza. Riqueza, posses e boa saúde são todos "exercícios físicos"; eles lucram pouco. Mas a piedade é proveitosa para todas as coisas, tendo a promessa desta vida e daquilo que está por vir. (1 Timóteo 4: 8).
João diz: “Amado, desejo acima de todas as coisas que você prospere e tenha saúde, assim como sua alma prospera.” (3 João 1: 2). Deus permite que os incrédulos prosperem sem qualificação. Mas ele gostaria que os crentes prosperassem apenas na medida em que sua alma prosperasse; caso contrário, chegaríamos a conclusões erradas e seremos facilmente enganados.
Além disso, qualquer coisa que faça nossa alma prosperar é boa para nós no que diz respeito a Deus. Portanto, enfermidades, censuras, necessidades, perseguições e angústias podem realmente ser bênçãos do Senhor, na medida em que têm um efeito salutar na alma e são propícias à renovação da mente dos caminhos e valores do reino de Deus.
Em todos os lugares a mensagem é a mesma. É a alma que é a prioridade. Tudo o que um homem recebe não lhe fará bem se perder a alma, pois ele só pode desfrutar dos ganhos por um período limitado. É por isso que Cristo veio do céu à terra para redimir nossa alma. Nenhuma hipoteca terrestre foi encontrada para isso; nenhum contra-preço poderia ser pago ou aceito por ele.

Salvação da alma

É a alma que peca e é a alma que entra em julgamento. Deus diz: “A alma que pecar morrerá.” (Ezequiel 18: 4). É a alma, e não o corpo, que Cristo salva. O salmista diz a Deus: “Grande é a sua misericórdia para comigo, e você libertou minha alma das profundezas do Seol.” (Salmo 86:13). Graças a Deus, os crentes foram libertados do cativeiro do diabo: “Nossa alma escapou como um pássaro da armadilha dos passarinhos; a armadilha está quebrada e nós escapamos. ”(Salmo 124: 7).
É a alma do homem que é a principal preocupação de Deus. O salmista identifica que Deus satisfaz a alma que anseia e enche a alma faminta de bondade. (Salmo 107: 9). No entanto, ele promete trazer adversidades sobre toda a carne. (Jeremias 45: 5). É a alma do homem que o diabo está atrás e não seu corpo ou sua propriedade. Observe que Davi apenas buscou a proteção de Deus para sua alma. Ele disse: “Sejam envergonhados e envergonhados os que buscam a minha alma; que sejam retrocedidos e confundidos que concebem minha mágoa.” (Salmo 35: 4).
No deserto, Deus alimentou o corpo dos filhos de Israel com a carne que eles exigiam, resmungando e resmungando, "mas enviou inclinação à sua alma". (Salmo 106: 15). Tempos perigosos não virão porque os homens sofrerão, mas porque eles não terão uma mente espiritual. Ninguém jamais morreu espiritualmente porque sofreu. Mas muitos morrem espiritualmente porque atendem ao corpo e negligenciam a alma.


4 passos para a salvação da alma





Nenhum comentário:

Postar um comentário