Por que há uma grande maioria que deseja se casar?

  O casamento é o sonho das maioria dos solteiros. Sabemos que há algumas pessoas que preferiram escolher o celibato, porém estas pessoas são uma minoria, a maioria escolheram se casar. Mesmo tendo a consciência que a o casamento hoje em dia resulta em um custo absurdo, a maioria resolveram casar-se. O apostolo Paulo aconselha os jovens a ficarem solteiros, mas se não conseguirem ficar solteiro e manter uma vida santificada ele aconselha casar-se.Mas, se não podem conter-se, casem-se. Porque é melhor casar do que abrasar-se.1 Coríntios 7:9

   O apostolo Paulo não foi o único aconselhar o celibato, Jesus também deu tal conselho: Ele, porém, lhes disse: Nem todos podem receber esta palavra, mas só aqueles a quem foi concedido.Porque há eunucos que assim nasceram do ventre da mãe; e há eunucos que foram castrados pelos homens; e há eunucos que se castraram a si mesmos, por causa do reino dos céus. Quem pode receber isto, receba-o.Mateus 19:11,12

   Jesus tinha algumas razões para aconselhar o celibato tais como:

  1- Problemas congênitos: Na época de Jesus era muito comum a efetivação de casamentos com pessoas da mesma família, os judeus não tinha costumes misturar com outras nações, e isso poderia ocorrer de seus filhos nascessem com defeitos congênitos (Doença congênita também não necessariamente é hereditária: o acidente nos genes aconteceu durante o desenvolvimento do embrião ou durante o parto, como a síndrome de Down. Ocorre um erro no cromossomo 21 que não foi herdado dos pais).

  2- Devido alguns trabalhos daquela época que exigia a castração para exercer o ofício, tais como os eunucos (Eunuco é um homem castrado, que teve os testículos e/ou o pênis removidos. No sentido figurado o termo é usado com o significado de “estéril”, “impotente”, “fraco” ou “inútil”. No Oriente Médio e na China, o eunuco era o guarda encarregado de cuidar dos haréns, local da casa reservado às esposas e odaliscas).

  3 - Pela escolha de permanecer solteiros para maior aproveitamento no Reino de Deus.  Jesus, o apostolo Paulo e outros resolveram esta opção do celibato para servirem melhor o Reino de Deus. O apostolo Paulo deixou bem claro esta questão: E bem quisera eu que estivésseis sem cuidado. O solteiro cuida das coisas do Senhor, em como há de agradar ao Senhor;
Mas o que é casado cuida das coisas do mundo, em como há de agradar à mulher.1 Coríntios 7:32,33

   Não podemos esquecer que o apostolo Paulo também ensinou que o casamento é uma vocação (Vocação é uma competência que estimula as pessoas para a prática de atividades  que estão associadas aos seus desejos de seguir determinado caminho.Por extensão, vocação é um talento, uma aptidão natural, um pendor, uma capacidade específica para executar algo que vai lhe dar prazer). Cada um fique na vocação em que foi chamado.1 Coríntios 7:20 

   Mas a questão é porque a maioria resolveram se casar? A resposta é muito simples. E disse o Senhor Deus: Não é bom que o homem esteja só. As pessoas se casam porque foi este o sentimento de companheirismo (    é... Lealdade entre duas pessoas que se dispõe a caminhar juntas, relacionamento, cumplicidade, fidelidade, lutar pelo mesmo propósito, andar juntas na mesma direção, almejando o mesmo sonho, o mesmo alvo, ter um só coração, confiança,respeito, união, casamento, admiração) foi colocado por Deus em cada ser humano.
   O homem mais a mulher se completam. Quando não há esta união entre um homem e uma mulher há um sentimento de incompletude alojado no coração, salvo em em algumas exceções, que precisam ser completados através do casamento.
   Deus não criou o homem para ficar sozinho. Melhor é serem dois do que um, porque têm melhor paga do seu trabalho.Porque se um cair, o outro levanta o seu companheiro; mas ai do que estiver só; pois, caindo, não haverá outro que o levante.Também, se dois dormirem juntos, eles se aquentarão; mas um só, como se aquentará?E, se alguém prevalecer contra um, os dois lhe resistirão; e o cordão de três dobras não se quebra tão depressa. Eclesiastes 4:9-12




Enviar um comentário

0 Comentários