"Eu sou a rosa de Sarom, o lírio dos vales." (Cantares 2:1).

   Pra entendermos a Bíblia, temos que entender o contexto do que está escrito. Quem é a pessoa que diz "Eu sou" neste verso?

   O livro de Cantares é um diálogo entre uma mulher (Sulamita) e seu amado (Salomão); assim precisamos ler cada versículo com atenção para identificar quem está falando cada parte, pois é uma conversa!

Acompanhe:

   No fim do capítulo 1 o noivo diz: “Eis que és formosa, ó amiga minha, eis que és formosa; os teus olhos são como os das pombas” (v.15).
E a noiva responde: “Eis que és gentil e agradável, ó amado meu; o nosso leito é viçoso. As traves da nossa casa são de cedro, as nossas varandas, de cipreste (v.16,17).

   No próximo - Cantares 2.1 - a noiva continua: “Eu sou a rosa de Sarom, o lírio dos vales”. No versículo seguinte, o noivo responde: “Qual o lírio entre os espinhos, tal é a minha amiga entre as filhas”, deixando claro que “rosa de Sarom” e “lírio dos vales” se referem À NOIVA. Ou seja, é a mulher quem diz que é a Rosa de Sarom, e não o homem!

   Então o versículo não se aplica a Jesus! Até mesmo porque, SE o Cântico dos Cânticos falasse da relação entre Jesus e a Igreja, então, a Igreja (a noiva de Cristo) é que é a Rosa de Sarom e o Lírio dos Vales, e não Cristo.

   --Por isso o cuidado até mesmo nos louvores evangélicos,  se a pessoa não conhece a Palavra , cai em algumas distorções e heresias facilmente, por mais "bonitinha" que seja a música!


---

-----